Separando é bem melhor

julho 20th, 2017 Posted by Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis, ODS 12 - Consumo e Produção Responsáveis, ODS 13 - Ação Contra a Mudança Global do Clima, ODS 14 - Vida na Água, ODS 15 - Vida Terrestre No Comment yet

Você já parou pra pensar em quanto lixo você gera em um dia? Agora multiplique isso por 7 bilhões e você terá uma vaga noção da quantidade de sujeira que depositamos no mundo diariamente.

É bastante difícil imaginar e mensurar o que isso representa na prática, principalmente quando não enxergamos o impacto disso no nosso dia-a-dia, não é mesmo? Talvez por esse motivo muitas pessoas ainda estejam despreocupadas. Por isso, vamos aos fatos:

  • A produção mundial de lixo é de aproximadamente 1.3 Bilhões de toneladas por ano; a previsão é que esse número chegue a 2.2 bilhões até 2025;
  • Calcula-se que, no mundo, 4 a 12 milhões de toneladas de plástico são despejados nos oceanos todos os anos;
  • A previsão é que em 2018 sejam descartadas 4.800 quilotoneladas de lixo eletrônico – ou e-waste – só na américa-latina, um aumento de 70% comparado com 2009;
  • No Brasil apenas 13% da população tem acesso à coleta seletiva e somente 3% de todo o lixo produzido é reciclado, quando 30% desse lixo poderia ser reaproveitado;
  • Presume-se que o Brasil perde em média R$ 8 bilhões todos os anos devido ao descarte de resíduos de forma inapropriada – em lixões a céu aberto sem tratamento prévio;
  • 85% das tartarugas encontradas mortas no litoral sul do Brasil apresentam lixo nos estômagos.

Esses são apenas alguns dados – assustadores – dos inúmeros existentes. Mas o objetivo desse texto não é somente apresentar problemas, mas identificar possibilidades e apontar caminhos para mudarmos a realidade atual e compartilhar o que já está sendo feito mundo afora. Afinal bons exemplos devem ser seguidos.

Você sabia que 100% do vidro pode ser reciclado?

 

Primeiro as possibilidades: o Brasil ainda tem muitas oportunidades quanto ao descarte correto de resíduos. Parte disso deve-se à falta de informação quanto à correta separação dos mesmos. Normalmente, mais de 90% de tudo que consumimos diariamente pode ter uma destinação mais adequada que o aterro (seja reciclável ou orgânico). Alguns exemplos são folhas de papel, jornais, revistas, papelão, embalagens plásticas e de vidro, produtos eletroeletrônicos e seus componentes.

Sendo assim, vamos entender melhor: É reciclável o resíduo que pode ser transformado (total ou parcialmente) com a finalidade de retornar à cadeia produtiva. O problema é que na hora de separar, sempre tem uns materiais que nos deixam na dúvida, não é mesmo?

Por isso, resolvemos listar aqui alguns CUIDADOS que precisam ser tomados na hora de separar o lixo:

  • Papéis: Não é possível reciclar papel com material orgânico (caixas de pizza com gordura, guardanapos e papéis sanitários, por exemplo), pontas de cigarro, fitas adesivas, fotografias, papel-carbono, celofane, plastificado, parafinado e papel de fax.
  • Plásticos: Não são recicláveis adesivos, acrílico e cabos de panelas.
  • Vidros: Lâmpadas, cristais, espelhos, vidros de automóveis ou temperados, cerâmica e porcelana não são recicláveis.
  • Metais: Clipes, grampos, canos, esponjas de aço e embalagens de produtos tóxicos não podem ser reciclados.
  • Isopor: Apesar de ser reciclável o processo é bastante caro. Por isso, tente reutilizá-lo. Mas caso precise descartá-lo, faça junto com o plástico, pois ele pode ser utilizado como  matéria-prima para blocos de construção civil.

Pode parecer complicado para quem ainda não tem esses hábitos, mas países mais desenvolvidos apresentam números invejáveis quanto a taxa de reciclagem. Áustria, Alemanha, Bélgica e Holanda, por exemplo, conseguem reciclar aproximadamente 60% de todo o resíduo que produzem.

Além disso, empresas espalhadas pelo mundo vêm adotando uma prática bastante positiva: trocar “lixo” (latas e embalagens PET por exemplo) por produtos, desconto em produtos ou até mesmo dinheiro.

Quer mais motivos para separar o lixo? Veja algumas curiosidades abaixo:

  • A reciclagem de uma única lata de alumínio economiza energia suficiente para manter uma TV ligada durante três horas;
  • Uma tonelada de papel reciclado economiza 10mil litros de água e evita o corte de 17 árvores adultas;
  • Um quilo de vidro quebrado faz 1kg de vidro novo e pode ser infinitamente reciclado;
  • Para produzir 1 tonelada de papel é preciso 100 mil litros de água e 5 mil KW de energia. Para produzir a mesma quantidade de papel reciclado, são usados apenas 2 mil litros de água e 50% da energia;
  • Cada 100 toneladas de plástico economizam uma tonelada de petróleo;
  • A reciclagem movimenta cerca de R$ 12 bilhões por ano

(Fonte: site do Ministério do Meio Ambiente)

A transformação começa com conscientização e mudança de hábitos. Compartilhe no app do GoforGood o que você está fazendo para mudar o mundo e inspire outras pessoas a fazerem o mesmo. Acredite: uma nova realidade é possível!

 

Fontes:

https://openknowledge.worldbank.org/handle/10986/17388

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2015/04/apenas-3-de-todo-o-lixo-produzido-no-brasil-e-reciclado.html

http://www.worldbank.org/pt/news/feature/2017/02/14/brasil-basura-electronica-desechos-valen-millones

http://exame.abril.com.br/tecnologia/ja-comeu-lixo-plastico-metade-das-tartarugas-marinhas-ja/

http://lixozero.org/v2/quem-somos-movimento-lixo-zero/

http://www.mma.gov.br/informma/item/8521-como-e-porqu%C3%AA-separar-o-lixo

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/11/economia/1476178323_104642.html

The comments are closed.

GoforGood no Facebook